Logotipos da CMTC e da SPTrans. O logotipo da CMTC está a esquerda e é composto por um circulo oval, sobreposto por um retângulo, ambos com preenchimento branco e contornos em linhas azuis. Ao centro do retângulo, as letras CMTC. O logo da SPTrans está à direita. É composto por uma letra T maiúscula (estilizada na cor vermelha com linhas brancas) à esquerda do texto SPTrans em itálico. Abaixo dos logos, o texto Mais de 70 anos de experiência
Logotipo da SPTrans
Brasão da Cidade de São Paulo. Abaixo, os textos: Cidade de São Paulo - Mobilidade e Transportes
FILTROS:

m




FILTROS:


 
Imagem ilustrativa, contendo a vista aérea de uma estação do Expresso Tiradentes.

SPTrans

Nesta área você fica sabendo um pouco da história da SPTrans e também como o transporte coletivo da cidade de São Paulo funciona e o que é preciso para operar o sistema que movimenta 10 milhões de passageiros por dia útil

Legislação

O Transporte Coletivo Público de passageiros é serviço público essencial e a organização e prestação competem ao município, conforme disposto na Constituição Federal (artigo 30, inciso V) e na Lei Orgânica do Município de São Paulo (artigo 172). A organização desse serviço na cidade de São Paulo está descrita na Lei Nº. 13.241, de 12 de dezembro de 2001, que considera que o poder público está representado pela Prefeitura do Município de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Transportes, e que a São Paulo Transporte S/A – SPTrans, empresa de economia mista cujo acionista majoritário é a Prefeitura do Município de São Paulo, é contratada pelo poder público para:

- elaborar estudos para a realização do planejamento do Sistema;

- executar a fiscalização da prestação de serviços; e

- gerenciar o Sistema de acordo com as diretrizes e políticas estabelecidas. 

História

A São Paulo Transporte S/A  - SPTrans foi criada em 8 de março de 1995, em substituição à Companhia Municipal de Transportes Coletivos - CMTC, que teve as suas atividades operacionais transferidas à iniciativa privada. A empresa SPTrans surgiu para atuar na  gestão do sistema de transporte público de passageiros da cidade.

A empresa foi constituída para atender e promover o planejamento do sistema e a programação de linhas e frota, fiscalização, arrecadação, contratação e remuneração das empresas operadoras. E atua, ainda, na área de desenvolvimento tecnológico com estudos e pesquisas sobre novas soluções para adaptação de combustíveis não poluentes na frota existente e outros mecanismos, visando aperfeiçoar as condições de segurança, conforto, acessibilidade, rapidez, economia de combustível e menor impacto ambiental.

Cenário

A SPTrans é responsável pela gestão de um dos maiores sistemas de transporte por ônibus do mundo e  os números que formam esse cenário comprovam a dimensão desse serviço. O atendimento por ônibus na cidade não para nunca. São 24 horas por dia e sete dias por semana, promovendo o deslocamento das pessoas.  São transportados, em média, 10 milhões de passageiros por dia, em uma frota que compreende 14.500 coletivos cadastrados, que percorrem, em dias úteis, 3 milhões de quilômetros, isso significa 74 voltas ao redor da terra. Esses ônibus realizam 200mil viagens programadas nos dias uteis e estão distribuídos em 1.300 linhas, sendo que 150 delas fazem parte do Noturno – Rede de ônibus da Madrugada, das 0 à 4h.

Esse cenário garante a SPTrans com você por toda a cidade

Diretrizes da SPTrans

Visão

Buscar a excelência na gestão do transporte público.

Missão

Assegurar a universalização do transporte público sustentável proporcionando deslocamentos com regularidade, confiabilidade, acessibilidade, conforto, segurança e modicidade.

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Sptrans 2018

A Diretoria da SPTrans, atendendo às determinações legais e estatutárias, submete à apreciação e aprovação da Assembleia Geral este Relatório, contendo as principais atividades desenvolvidas durante 2018, acompanhado das Demonstrações Contábeis.

 Relatório da Administração 2018 - Parte 1

Relatório da Administração 2018 - Parte 2

 

SISTEMA DE TRANSPORTE

A prestação dos serviços de Transporte Coletivo Público de Passageiros no Município de São Paulo foi outorgada mediante a concessão de 32 (trinta e dois) lotes, de acordo com os contratos assinados em 24 de maio 2019 e Ordens de Serviços Operacionais (OSO) emitidas em 09 de setembro de 2019. Os 21 (vinte e um) Setores de Ônibus compreendem áreas territoriais da cidade estabelecidos de acordo com as necessidades de planejamento e organização da delegação dos serviços. A reunião dos setores define espaços referenciais – denominados lotes – que podem ser compartilhados operacionalmente na formação de grupos de linhas.

Para cada lote de serviços as linhas foram agregadas de acordo com as funções que cumprem na rede de transporte e de acordo com a proximidade regional geográfica:

  • Linhas Estruturais: 9 (nove) lotes de serviços;
  • Linhas Locais de Articulação Regional: 10 (dez) lotes de serviços;
  • Linhas Locais de Distribuição: 13 (treze) lotes de serviços.

Cada área do mapa tem uma identidade, reconhecida por uma cor que também é aplicada nos ônibus dessas áreas. Os quadros a seguir apresentam dos quantitativos das linhas, frota e passageiros transportados por lote operacional.

Área Linhas Frota Passageiros Transportados
Média Dia Útil Total do Mês
Área Linhas Frota Passageiros Transportados
Média Dia Útil Total do Mês
Área Linhas Frota Passageiros Transportados
Média Dia Útil Total do Mês

TOTAL

Linhas Frota Passageiros Transportados
Média Dia Útil Total do Mês

 

Referência: Setembro/2019